Todos para o mesmo destino

Por Coltri Junior

No filme Procurando Nemo há uma cena antológica sobre a força aplicada na mesma direção e sentido. Em determinado momento, um barco passa e a rede pega um cardume. Enquanto estão sendo içados, os peixes se debatem, um para cada lado, em movimentos aleatórios. Nemo, então, fala para o seu pai pedir para os peixes para nadarem para baixo. E assim acontece. Nesse momento, eles ganham uma força tamanha que conseguem quebrar a sustentação de madeira do barco que puxa a corda com a rede. Assim, os peixes conseguem se libertar.

Quando estamos em movimentos aleatórios, ficamos à mercê total de forças externas. Quando forças são unidas na mesma direção e sentido, o resultado da força é maior que a soma das forças individuais. Um cavalo, por exemplo, pode puxar até 3.500 Kg. Dois juntos puxam 11.000 kg. Quando se conhecem, conseguem puxar até 14.000 kg. Dois cavalos Belgas trabalhando sempre juntos, já atingiram a marca de 23.500 kg.

O ponto principal de uma equipe evoluída é exatamente a Visão Compartilhada. Quando entramos em um projeto, ou em um trabalho qualquer, e sabemos dos anseios e expectativas de resultados, ganhamos força e equilíbrio emocional, porque sabemos que os assuntos e as diferenças são discutidos sem orgulho, porque são para o bem comum. No fim, a decisão é de todos e para todos, apenas apresentada por alguém, podendo, ainda, ser melhorada por outros. O inverso disso, por exemplo, é mostrado no filme 12 Homens e uma sentença, que trata do julgamento de um garoto que suspostamente tenha matado seu pai. Um dos jurados, por exemplo, queria a condenação, já que estava 11 a 1 a favor dela, para acabar logo, já que ele tinha ingresso para um jogo e não queria perdê-lo. Assim, o objetivo dele não era a justiça, mas ir ao jogo. Como confiar numa decisão assim?

Na nossa vida e nas empresas, a situação é sempre a mesma. Não à toa, uma das 4 disciplinas que compõe o Pensamento Sistêmico, segundo Peter Senge, é a Visão Compartilhada. Quando todos sabemos para onde estamos indo, as forças, que sempre são limitadas, ganham otimização. Além disso, proporciona uma troca e complementação de conhecimentos (que veremos na aprendizagem em equipe), tudo voltado para o mesmo rumo. Assim, melhora o domínio pessoal (a primeira disciplina) de cada um da equipe, equalizando os modelos mentais (a segunda disciplina).

A visão compartilhada une, agrega os diferentes. Vários caminhos podem levar a ele. Objetivos diversos separam. São vários caminhos, mas cada um conduz a lugares distintos. Pense nisso, se quiser, é claro!

Prof. Coltri Junior é palestrante, consultor organizacional e educacional, professor e diretor da Nova Hévila Treinamentos.  E-mail: coltri@coltri.com.br – facebook.com/coltrijunior

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s