A FALTA DE RUMO E DE OBJETIVO GERA INATIVIDADE

Por Luiza Ricotta A pessoa inativa é aquela sem ação. Faltando movimento e dinamismo em suas atividades bem como nos pensamentos, na ausência de criatividade e de ideias. Dificilmente reflete, pois com a falta de exercitar o pensar e agir, fica embotada, presa na inércia, como quem espera algo ocorrer. Ainda não descobriu o valor de mudar suas atitudes. Pois somente com essa movimentação é que podemos fazer escolhas, optar e … Continuar lendo A FALTA DE RUMO E DE OBJETIVO GERA INATIVIDADE

NOMEAÇÃO DE CANDIDATO SUB JUDICE E A TEORIA DO FATO CONSUMADO

Por Francisney Liberato 1. Introdução O presente texto tem por objetivo tratar acerca da aplicação da Teoria do Fato Consumado para nomeação de candidatos sub judice. Estaremos a tratar de nomeações de particulares para cargos públicos, por meio de medidas liminares, as quais, mesmo contrariando o direito, acabam sendo mantidas ao final da lide judicial, respaldadas no excesso de prazo de julgamento, fazendo com que o … Continuar lendo NOMEAÇÃO DE CANDIDATO SUB JUDICE E A TEORIA DO FATO CONSUMADO