DE JERUSALÉM A BABILÔNIA

Faça download do arquivo: 02 Lição Esquematizada – De Jerusalém a Babilônia

(04 a 10/01/2020)

Por Francisney Liberato Batista Siqueira

www.francisney.com.br

Tempo estimado de leitura: 17 min

“Ora, a estes quatro jovens Deus deu o conhecimento e a inteligência em toda cultura e sabedoria; mas a Daniel deu inteligência de todas as visões e sonhos.” Dn 1:17

A Bíblia não se esquiva de mostrar as fraquezas da humanidade caída. De Gênesis 3 em diante a pecaminosidade humana e seus tristes resultados são revelados com destaque. Ao mesmo tempo, também vemos casos de pessoas que demonstraram grande fidelidade a Deus, mesmo quando confrontadas com incentivos poderosos para serem qualquer coisa, menos fiéis.

Você é fiel a Deus?

1 A SOBERANIA DE DEUS

Judá (quebrou a aliança com Deus) havia se rendido a Nabucodonosor e os utensílios do templo tinham sido levados de Jerusalém para a terra de Sinar (Torre de Babel = rebeldia). Porém, embora os construtores de Babel tivessem fracassado na tentativa de alcançar o céu, as aparências exteriores sugeriram que Nabucodonosor e seus deuses, localizados na terra de Sinar, tinham dominado o Deus da aliança de Israel.

Daniel sabia que, por trás e além do poder militar de Babilônia, o Deus do Céu estava comandando a marcha da História (2 Reis 21:10-16; 24:18-20). Essa visão clara da soberania de Deus sustentou os jovens hebreus e lhes deu força e coragem para enfrentar a tentação e a pressão do Império Babilônico.

Você acredita na soberania de Deus?

2 FÉ SOB PRESSÃO

Quando chegaram a Babilônia, aqueles quatro jovens tiveram que enfrentar um perigoso desafio à sua fé e às suas convicções: eles foram selecionados para receber treinamento especial (3 anos) para servir ao rei. Os antigos reis costumavam recrutar alguns de seus melhores cativos para servir no palácio real e, assim, transferir sua lealdade ao rei e aos deuses do império que os haviam capturado. De fato, todo o processo pretendia efetuar algum tipo de conversão e doutrinação que resultasse em uma mudança de visão de mundo.

  • Os cativos hebreus tiveram seus nomes alterados. DE: Daniel, Ananias, Misael e Azarias; PARA: Beltessazar, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego. Um novo nome sinalizava uma mudança de propriedade e uma mudança de destino.
  • Seus nomes originais, que apontavam para o Deus de Israel, foram substituídos por nomes que honravam as divindades estrangeiras.
  • O rei determinou que os rapazes comessem da comida de sua mesa. Significava completa lealdade ao rei e refletia dependência dele.

Eles poderiam deixar de ser cativos hebreus e se tornarem oficiais reais, mas não fizeram isso.

Quando vem a pressão da vida, você se mantém com fé?

3 FIRME DECISÃO

A comida e ao vinho da mesa do rei, certamente eles tinham o poder de decidir consumi-los ou não.

Há duas razões prováveis pelas quais os quatro jovens não quiseram comer da mesa do rei.

Primeiramente, as refeições da mesa do rei poderiam conter carnes imundas (Lv 11). Em segundo lugar, a comida era oferecida primeiramente à imagem do deus [babilônio] e depois enviada ao rei para seu consumo. Daniel resolveu que não iria ficar impuro por comer a comida e beber o vinho que o rei dava.

Quando analisamos a interação entre Daniel e o oficial babilônio (Aspenaz), alguns pontos importantes se destacam.

Primeiro, Daniel parecia entender bem a difícil posição do oficial. Por isso, ele propôs um teste. Dez dias para o consumo de refeições alternativas (vegetais e água) deviam ser suficientes para demonstrar os benefícios da dieta e, assim, acabar com o medo do oficial.

Segundo, Daniel tinha confiança absoluta em Deus.

Você tem coragem de dizem “não” em um cenário difícil?

4 IMACULADO E SÁBIO

De acordo com o rei, os oficiais do palácio deviam ser “sem nenhum defeito” e de “boa aparência” (Dn 1:4). Curiosamente, os sacrifícios e as pessoas que serviam no santuário não deviam ter “defeito” (Lv 21:16-24; 22:17-25).

Deus honrou a lealdade dos quatro cativos hebreus e, ao final dos dez dias, eles pareciam mais saudáveis e mais nutridos do que os outros que comeram da mesa real. Assim, Deus concedeu aos Seus quatro servos “o conhecimento e a inteligência em toda cultura e sabedoria”, e somente a Daniel o Senhor “deu inteligência de todas as visões e sonhos” (Dn 1:17). Eles ficaram 10 vezes mais inteligentes do que todos os sábios e adivinhos de toda a Babilônia.

Deus quer honrar a sua vida, você confia nesta promessa?

5 A PROVA FINAL

Depois de três anos de treinamento na “Universidade da Babilônia”, os quatro hebreus foram levados perante o rei para a prova final. Eles não eram apenas mais saudáveis do que os outros alunos, mas também os superaram em conhecimento e sabedoria.

Observando Daniel 1, aprendemos algumas lições muito importantes sobre Deus: (1) Ele está no controle da História. (2) O Senhor concede sabedoria para que possamos nos orientar no ambiente hostil de nossa cultura e sociedade. (3) Ele honra os que confiam Nele mediante a convicção interior e o estilo de vida.

O capítulo conclui indicando que “Daniel continuou até ao primeiro ano do rei Ciro” (Dn 1:21). A menção a Ciro nesse verso é significativa: ela apresenta um vislumbre de esperança em meio a uma experiência de exílio. Ciro foi o escolhido por Deus para libertar Seu povo e permitir que ele voltasse para Jerusalém. Embora o capítulo comece com a derrota e o exílio, ele conclui com um vislumbre de esperança e uma volta ao lar.

Nos momentos mais difíceis da nossa vida, cremos que Ele pode nos livrar do mal?

6 EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO

Julgue as questões a seguir, marcando, Certo (C) ou Errado (E):

  • (____) A palavra Sinar aparece na Bíblia em Gênesis 11:2 como sendo a localização da Torre de Babel. Sinar é um indício nefasto, pois faz alusão a um projeto firmado em aberta rebeldia para com Deus.
  • (____) Como parte desse processo, os cativos hebreus tiveram seus nomes alterados. Um novo nome sinalizava uma mudança de propriedade e uma mudança de destino.
  • (____) E, como a comida era geralmente oferecida ao deus ou aos deuses do império, comer também tinha um profundo sentido religioso. Evidentemente, isso significava aceitar o sistema de adoração do rei e participar dele.
  • (____) Os antigos reis costumavam recrutar alguns de seus melhores cativos para servir no palácio real e, assim, transferir sua lealdade ao rei e aos deuses do império que os haviam capturado.
  • (____) A comida era oferecida primeiramente à imagem do deus [babilônio] e depois enviada ao rei para seu consumo.
  • (____) Deus honrou a lealdade dos quatro cativos hebreus e, ao final dos dez dias, eles pareciam menos saudáveis e mais nutridos do que os outros que comeram da mesa real.
  • (____) Observando Daniel 1, aprendemos algumas lições muito importantes sobre Deus: (1) Ele está no controle da História. (2) O Senhor não concede sabedoria para que possamos nos orientar no ambiente hostil de nossa cultura e sociedade. (3) Ele honra os que confiam Nele mediante a convicção interior e o estilo de vida.

Gabarito:

1)  C – Lição de domingo;
2)  C – Lição de segunda-feira;
3)  C – Lição de segunda-feira;
4)  C – Lição de segunda-feira;
5)  C – Lição de terça-feira;
6)  E – Lição de quarta-feira;
7)  E – Lição de quinta-feira.

A construção da Lição da Escola Sabatina ESQUEMATIZADA, parte do pressuposto de, meramente, sintetizar e aproveitar os textos originais da lição, efetuar pequenos ajustes e, realçar as ideias centrais do manual de instrução semanal.

Os esquemas deste material, jamais pretendem desestimular a não leitura da lição, pelo contrário, para um melhor aproveitamento do conteúdo, é indispensável que você leia a lição por completo, após, complementarmente, fixe os entendimentos com base neste instrumento de aprendizado.

O Exercício de Fixação, propõe que você alicerce o seu conhecimento adquirido, com base nos ensinamentos do estudo diário e semanal.

A lição, utilizada como fonte deste material, poderá ser estudada e/ou adquirida no site da Casa Publicadora Brasileira – CPB: www.cpb.com.br.

Mergulhe no estudo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s