Marketing não é publicidade

Por Coltri Junior

Porém, publicidade faz parte do marketing. Então, o que é marketing?

Para entendermos o que significa esse conceito, podemos começar analisando a própria palavra. Market é mercado. O “ing” é gerúndio. Assim, pode ser algo como “fazendo mercado”, comercializando. Assim, tudo que envolve o que facilita e concretiza as relações de troca, fazem parte do marketing. Resumimos isso a alguns itens componentes, aos quais chamamos de “mix de marketing”.

Há vários autores e várias linhas sobre a composição do mix de marketing. De qualquer maneira, o simples vale. Os chamados 4 “Ps” já nos dão uma boa ideia. São eles: produto, preço, praça e promoção.

Um bom produto é essencial para que possa ser vendido. É preciso que ele resolva o problema de um grupo de pessoas e que tenha qualidade. Produtos podem ser tangíveis (estocáveis, materializados etc) ou intangíveis (não materiais, serviços – em essência). Em função do público alvo e de sua capacidade e poder de compra, o preço deve ser concebido de maneira estratégica. Claro que o resultado tem que ser lucrativo, porém, além disso, produtos com marca mais forte podem ter preços não atrelados diretamente aos seus custos. A logística, o prazo de entrega, o ponto de atendimento, tanto referente à localidade, quanto ao ambiente, tem alto poder de facilitar e concretizar negócios. Uma grande loja virtual de produtos esportivos, por exemplo, já teve como campanha a entrega grátis em qualquer lugar do Brasil em até 48 horas.

Por fim, temos, então, a publicidade, que é a luz da empresa. É ela que tira a organização de suas 4 paredes. Um dos maiores publicitários brasileiros, Stalimir Vieira, compara a publicidade com a conta de energia. Se a empresa não paga a companhia, a energia é cortada e a organização fica sem luz. Quando a empresa não faz publicidade,  ela não paga pela sua luz perante os seus clientes, ficando apagada. Fernando Pessoa já dizia: se a morte é a curva da estrada, morrer é só não ser visto.

Por outro lado, outro grande problema é quando a empresa acha que só a publicidade resolve. Não se preocupa com a qualidade do produto, com o prazo de entrega, tampouco seu preço é estratégico (seja para mais ou para menos).

Dessa maneira, é preciso fortalecer o conceito de marketing como um conjunto de atividades que devem ser direcionadas para os clientes. O mix, produto, praça, preço e publicidade, precisa ser concebido para facilitar e concretizar as relações de troca. Publicidade por si só não dá conta. Empresa sem publicidade ficará sem luz. Pense nisso, se quiser, é claro!

Prof. Coltri Junior é palestrante, consultor organizacional e educacional, professor e diretor da Nova Hévila Treinamentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s