A via de amor

Por Francisney Liberato

O único Substituo transformou a Via de Dor, em uma Via de Amor.

Quantas vias, ruas, avenidas você já percorreu? Quais são as suas lembranças? Esses locais te trazem boas ou más recordações? Pode ser que algumas dessas vias você jamais se esqueceu. Por outro lado, às vias podem te trazer profundas e felizes reflexões para hoje.

O destino. Desde a fundação do mundo e com a queda do ser humano, devido a sua desobediência, foi traçado uma missão para um ser superior percorrer. Ele não teve escolhas. Não restava outra opção senão cumprir o plano da redenção e restauração. As consequências dos erros da humanidade deveriam ser pago por um Deus.

Foi na Via Dolorosa, em Jerusalém, que Ele veio sofrer em nosso lugar. Com o seu corpo ferido, marcado pela dor, ensanguentado e com uma coroa de espinhos. A recordação da “via” pode te dar dois sentidos, uma de muita dor, e outra de muito amor. Qual “via” sacia melhor os seus pensamentos?

Em entrevista ao site ACI Digital, o ator e diretor do filme de muito sucesso, chamado “Paixão de Cristo”, Mel Gibson, relata: “Eu espero que fortaleça a sua fé, suas crenças. De repente, poderá completar alguma parte do mistério. Há uma parte do mistério do sofrimento, do amor através do sofrimento que é difícil de explicar. Pois me parece que em A Paixão lhe damos uma rápida olhada. O amor que sofre, o amor através do sofrimento”.

Um amor incondicional. Analogicamente, mesmo que uma mãe viesse se esquecer de seu filho, ainda assim Deus jamais se esqueceria de ti e de mim.

Ele deu a própria vida para nos salvar. Ele se rebaixou do seu status de Deus para viver as nossas dores e angústia e ao final morrer no meu e no seu lugar. Que amor é esse? Não vê que esse homem nada fez para merecer o peso dessa cruz. Mesmo assim, Ele foi capaz de perdoar e ser o nosso substituto na cruz. Que lembrança de amor maravilhosa.

Está consumado. A morte de Cristo nos limpou do pecado, nos salvou e nos libertou. Está pago. Os pecados foram extirpados, isto é, não precisamos mais sermos: invejosos, mentirosos, ruins de coração, egoístas, pecadores, enfim, tudo está cravado na cruz.

A via dolorosa se transformou em uma Via de Amor e restauração. Volva os olhos ao passado e veja na cruz o sofrer de Jesus por nós. Queres provas mais do que esta? O amor incondicional Dele, é tanto, que a própria vida deu. Como uma ovelha mansa e ferida foi entregue e crucificado em nosso lugar.

Que a lembrança da peregrinação de Jesus pela via dolorosa, seja lembrada não só como dor, mas como um marco a qual dividiu a história do mundo em duas partes de amor. Graças a essa entrega, hoje, você tem a escolha de se entregar ao plano da salvação.

Enfim, que a recordação possa ser positiva e que possamos refletir nos trechos da música de Robson Fonseca, “A Cor do Calvário”: “Agora posso ver a minha culpa, posso ver que foi o meu pecado. A cruz que ele carregou em seus ombros coloquei, fui eu quem o feri, fui eu quem o preguei e o abandonei”.

Francisney Liberato Batista Siqueira é Secretário de Controle Externo, Auditor Público Externo do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, Palestrante Nacional, Professor, Coach, Mentor, Advogado e Contador.

http://www.francisney.com.br

Um comentário sobre “A via de amor

  1. Parabéns! Como sempre um intelecto humano social e cristão fora do comum vc sabe meu amigo sou fã de carteirinha de seus artigos vivos e eficaz a vida de qualquer um dos seus leitores … Que Cristo vivo permaneça sendo seu alicerce e te dê dons capazes de lhe aperfeiçoar ainda mas na vida social e cristã . Porque Ele vive podemos crêr no amanhã e a esperança anseia em nosso viver e face a face o vermos. Fica na paz beijos e abraços.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s