“QUEM SEMEIA VENTO COLHE TEMPESTADE”

Por Maria Carolina Borges Dal´Magro

O que o homem semeia, isso mesmo colherá. Gálatas 6:7

Por diversas vezes ouvimos nossos ancestrais expressarem a tão famosa frase a qual intitula este artigo: “quem semeia vento, colhe tempestade”. Na maior parte das vezes este bordão é utilizado com intuito de despertar um alerta em nosso subconsciente, acerca de ações que podem gerar consequências indesejadas em nossa vida.

Ao volvermos para uma análise aguçada sobre as coisas que nos acontecem, chegaremos a um ponto crucial: Na maior parte das vezes a “tempestade” que colhemos, é efeito de nossas próprias ações que movidas pelo excesso de autossuficiência e regidos de métodos próprios, restringem nosso alcance a uma ampla e sábia visão.

Curioso mencionar que, o dito popular se originou das escrituras sagradas. A referência a sementes e cultivos é muito comum na Bíblia e nos lembra de que a vida agrícola fazia parte do cotidiano do povo hebreu, tendo um sentido metafórico: O Profeta Oseias denuncia a decadência do Reino de Israel, que se afastou de Deus e praticou a idolatria.

Em síntese, a resposta a essa idolatria é o “vento” mencionado na expressão e a traição da aliança com Deus. O profeta previu a “tempestade”, isto é, a devastação do país e o exílio na Babilônia. A originalidade do Livro de Oseias vem dos paralelos entre a sua situação conjugal e o pacto entre Deus e o povo de Israel.

A história enredo deste fragmento expõe uma das mais recorrentes envergaduras da humanidade: agir e em seguida lamentar-se! Geralmente quando as consequências ruins batem a nossa porta e põe na conta da vida um alto preço a se pagar. Por vezes empenhamos esforços em encontrar justificativas para os eventos catastróficos que nos atinge, sendo eles: “carma”, “falta de sorte”, “dedo podre” e assim sucessivamente.

Fato é que, constantemente somos tentados a pensar que nada pode nos parar, que temos o controle sobre tudo; que podemos fazer o que bem quisermos; que podemos desfrutar de todos os prazeres do mundo, afinal a vida é tão curta, não é mesmo? E assim, norteados por nossos próprios instintos e sentidos, investidos de um entendimento absoluto tal qual a inocência de uma criança que insiste em enfiar o dedo na tomada, bordamos um futuro que não gostaríamos de viver.

Adolf Hitler, considerado por muitos como um dos maiores vilões da história, tinha um espírito de um invencível otimista, entretanto, para a realização do seu sonho de um Reich racialmente puro, o ditador criou uma rede de crematórios para a execução em massa de judeus, ciganos e outros povos considerados por ele “indesejáveis”.

Por volta de 1943 e 1945, Hitler foi se tornando uma pessoa cada vez mais deprimida e irritada e historicamente, relata-se que, ao mesmo tempo em que exércitos soviéticos cercavam a capital da Alemanha, Hitler, que estava escondido numa casamata fortificada nos subterrâneos de um prédio de Berlim, tirou sua própria vida.

A ganancia de Hitler em querer dominar o mundo, em detrimento do sacrifício alheio da maneira mais cruel e desumana, é um bom exemplo sobre a síntese do plantio da vida. Os malefícios do Nazismo ressoam na história da humanidade e o desfecho do algoz parece ter sido dos mais tristes.

Ao que tudo indica a convivência de Hitler com ocultistas e extremistas dos dois lados do espectro político tenha reforçado seu ódio pela classe média, principalmente por pessoas de descendência judaica.

Nesse sentido vale a pergunta: Quais pensamentos você tem alimentado dentro de si? Observar nossos padrões de pensamento pode ter um grande impacto sobre a nossa felicidade, sobre o nosso comportamento e nas relações com os outros.

Martin E. P. Seligman criou em 1990, na Universidade da Pensilvânia, a psicologia positiva, no qual aponta que: a forma como pensamos pode ter um grande impacto na forma como nos sentimos e como agimos, não apenas nos grandes eventos na vida, mas nos pequenos problemas do cotidiano.

Um grande líder espiritual dono de uma das frases mais famosas do cotidiano diz assim: “A lei da mente é implacável, o que você pensa você cria”. Suas atitudes decorrem de que tipo de pensamentos? Você tem pesado os efeitos que as suas escolhas podem trazer para sua vida e para a vida dos outros?

A realidade de ser justo não é uma utopia, mas uma verdade que precisa ser assumida por cada um de nós. O que se observa é que, cada vez mais as pessoas têm se voltado para si mesmas não com o intuito de se conhecerem e avançarem na vida interior, mas sim com uma busca que tem origem no egocentrismo.

Uma afirmativa de que é possível ser justo nos dias de hoje fundamenta-se na ação constante do homem em reconhecer e redirecionar os seus “atos” para os “bons” hábitos.

O primeiro passo para uma mudança significativa na sua vida é andar prudentemente. O apostolo Paulo escreveu em Efésios 5:15, “Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios” Ou, parafraseando: Não andar em ziguezague, não andar à deriva, não caminhar pela vida sem um objetivo”. Devemos andar com um propósito.
Mas Paulo não está preocupado apenas em dizer que o mundo é mau. Ele nos aponta para algo que precisamos fazer. Precisamos entender que agora é a hora de fazer grandes mudanças em nossa vida, seja em qual área for.

O Dicionário Grego de Thayer diz que, a palavra grega traduzida como “remir” pode significar “adquirir de novo” ou, neste contexto, usar de maneira sábia e sagrada todas as oportunidades para fazer o bem. Esse é um conceito incrível, não é mesmo? Portanto, é imensurável poder escolher sabiamente o que fazer com o nosso tempo e poder nos dedicar a um propósito saudável e grandioso.

A história de que decorre o título deste texto, termina com a renovação de uma linda promessa de amor descrita no Livro de Oseias. A cada amanhecer, mais uma chance divina nos é concedida. A cada novo despertar uma folha em branco nos é dada e o que pretenderemos escrever nela? Há tempo de repensar sobre o que desejamos colher a longo, médio e curto prazo. No final de cada caminho haverá, sempre, um grande espelho mostrando nosso reflexo! Por isso lembre-se “O que o homem semeia, isso mesmo colherá”.

Maria Carolina Borges Dal´Magro
Assessora Jurídica. Atuou na área criminal. 5ª Vara Criminal (efeitos gerais). 11ª Vara Criminal (audiências de custódia). 14ª criminal (cartas precatórias) todas de Cuiabá. 2ª Vara da Infância e Juventude (atos infracionais). Vara Única de Poconé. Tribunal do Júri. Audiências admonitórias, justificação e instrução. Atualmente, atua como Assessora técnica jurídica da Presidência do Detran-MT (área correicional).

21 comentários sobre ““QUEM SEMEIA VENTO COLHE TEMPESTADE”

  1. Hahahaa… que massa, Carolzinha foi minha chefe em Poconé. melhor chefe do mundo. Olhando esse texto só posso sentir orgulho de ter aprendido tanto com ela, sempre exigente com a nossa escrita, devolvia nossos despachos, achava um exagero.kkk.. só que hoje trabalhando no Tribunal de Justiça, saindo de uma cidadezinha como Poconé, vejo que ela fez um bem danado p mim, obrigada por tudo Carol. Sei que Deus retribuirá todo seu empenho e esforço em tudo que se compromete.

    Curtir

  2. Nossa, acompanho sempre a publicação dos artigos desse site e não há nada tão parecido com o que foi publicado agora. Perfeito! palavras sábias e verdadeiras! que pessoa especial essa moça. Que Deus a abençoe como fui abençoada ao ler seu texto. muito obrigada que isso chegue até ela

    Curtir

  3. Há muito não repousava minha atenção de forma tão prazerosa! Um artigo rico em verdades dentro da realidade introspectiva de cada um de nós! A reflexão ela é instintiva , consciente em quanto podemos colher o bem, o positivo, evoluindo para um constante exercício de submissão a narrativa oportuna para repensarmos sobre as nossas atitudes ! Parabéns Maria Carolina e obrigada por compartilhar essa riqueza chamada sabedoria!

    Curtir

  4. Como sempre… uma mulher de sabedoria e conhecimento respeitável….. Muito sábias as palavras e um texto de reflexão e edificação moral espiritual e psicológica…. que Deus te abençoe ricamente……. E que a brisa da paz, e alegrias transborde na sua vida…. bju

    Curtir

  5. Texto de um alto nível de conhecimento, dados históricos e desfecho perfeito. Que os profissionais da área Jurídica possam se espelhar nessa riqueza. Maria Carolina, sucesso, você ainda vai longe.

    Curtir

  6. Linda reflexão. Obrigada por essa palavra. Onde posso encontrar mais artigos da Maria Carolina, tentei achar aqui é não vi e em outros lugares também achei.

    Curtir

  7. Grande Carol, minha aluna do 1º semestre de Direito, sem dúvidas a melhor aluna da turma. Na época eu ministrava a matéria de Ciências Políticas e os assuntos mais quentes eram enfrentados por ela. Na ânsia em enfrentar aquela menina destemida e corajosa a coloquei para liderar 15 alunos num projeto sobre “Social democracia” e para minha surpresa aquela jovem liderou um movimento no bloco E, do curso de direito que despertou em mim a vontade em levar a ideia aos municípios do interior do Estado. Parabéns, querida aluna, aquele ano foi marcante para mim, pois você fez a diferença e que bom que ainda continua fazendo. Sempre lhe disse que você iria longe e ver tão belo texto é sinal de que a sabedoria que você sempre teve, mesmo tão nova, se fortaleceu com o decorrer dos anos. Deus te bendiga.

    Curtir

  8. Francisney, com todo respeito, você está de parabéns, sua namorada é uma pessoa eximia. Ambos inspiradores, que vcs continuem unidos nesse proposito. Grande abraços.

    Curtir

  9. A gente acha que nunca vai colher e mtos acham que isso só serve para os que são maus visíveis, mas mtos plantam no oculto e acham que nunca sofreram as consequência, mas tem alguém lá em cima que vê tudo e mesmo que isso seja guardado de vc mesmo, uma hora colherá.

    Curtir

  10. Nossa fiquei emocionada, a lei do plantio é implacável e saber que existe alguem que olha por tudo isso de ruim que nos acontece é confortante demais. amém…

    Curtir

  11. Meu amor, vc é demais… vc sempre foi a amiga cérebro da turma…kk sempre tão responsável e inteligênte. Eu sempre disse pra você que tu é grande e que as coisas reservadas para sua vida são gigantes. tanto orgulho de vc e obrigada por todas as vezes que suas palavras chegaram para mim no momento em que eu mais precisava. Amo tanto vc amiga. sucesso e mais sucesso !! Vc deveria escrever um livro.

    Curtir

  12. Oi Best, quem diria, tudo aquilo que vc sempre me falou, ta escrito e publicado… agora não sou só eu que ouço suas broncas, o mundo tem acesso a esse puxãozão de orelha..haha.. Best, vc é sensa!!! São só 17 anos de amizade né. Vc é a milha melhor.

    Curtir

  13. Até que enfim acertou Francisney..kkkk… conteúdo é tudo meu amigo. parabéns pela companheira exemplar e quero saber quando será esse casório. abraços.

    Curtir

  14. Realmente a bíblia é como a bússola para nossos pés e a fonte de todo conhecimento e saber. Só há essa alternativa de não vacilarmos: se extrairmos bons ensinamentos e praticarmos. Usar o que Deus preconizou nas sabias linhas do livro sagrado não é algo fácil, mas sim um habito que deve ser cultivado todos os dias, como o de escovar os dentes, por exemplo, repetimos o mesmo ritual diuturnamente, sem ao menos percebermos que aquilo já se tornou parte de nosso dia dia. Um bom conteúdo nas mãos de quem entendeu a essência da sabedoria e sabe usar para fazer o bem é notável. Continue nesse caminho minha querida. Espero que a vida lhe retorne o bem que está nos proporcionando. abraços.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s